Seis Alunos são condenados a prisão por cabular no exame

Seis alunos foram condenados a quatro anos de prisão por organizarem um esquema fraudulento durante o “GaoKao”, considerado o maior exame de acesso a universidade na China.

Os alunos levaram para o exame transmissores e receptores sem fios, a partir dos quais leram as perguntas a colaboradores fora das instalações, que após consulta transmitiram as respostas.

Entre os condenados constam dois alunos que ajudaram a recrutar clientes para o esquema.

A imprensa chinesa não detalha qual o preço pago para beneficiar do esquema ou qual a punição, que para casos deste género costuma ser a proibição de voltar a participar nos exames.

Já os seis responsáveis pelo esquema foram condenados a penas entre 20 meses e quatros anos de prisão e multas até 40.000 yuan mais de cinco mil euros.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *