VÍDEO: Ziqo da Silva homenageia Afonso Dhlakama

Afonso Dhlakama perdeu a vida (01 de Janeiro de 1953 – 03 de Maio de 2018)

Afonso Dhlakama, líder da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) morreu esta quinta-feira, 3 de maio, avança a imprensa moçambicana e a imprensa internacional.

Apesar de se autointitular “pai da democracia moçambicana”, e para muitos simpatizantes ser o “Mandela ou Obama moçambicano”, ou mesmo “messias”, muitos compatriotas viam Afonso Dhlakama como um “senhor da guerra”.

Primeiro, moveu uma guerrilha contra o Governo da Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), com o apoio, que várias vezes assumiu publicamente do apartheid, até 1992, ano do Acordo Geral de Paz (AGP), que encerrou 16 anos de guerra civil.

Alguns Líderes e figuras publicas reagem uma homenagem ao líder da Renamo Afonso Dhlakama:

Daviz Simango, presidente do MDM

Foi-se o homem e fica a obra. E é no futuro da obra, sobretudo a que estava a ser negociada com Filipe Nyusi, visando a paz efectiva, que mais preocupações pairam no meio da sociedade.

Filipe Nyusi presidente da Republica de Moçambique

“É um momento muito mau, principalmente para mim. Estávamos a resolver os problemas deste país. Esforcei-me para transferir o meu irmão para fora do país, mas não consegui. Estou muito deprimido. Não me deram tempo… não me informaram que ele estava mal há uma semana e só disseram há um dia”, revelou o Chefe do Estado.

        Ziqo da Silva

Fez um vídeo da linda homenagem ao líder do maior partido da oposição em Moçambique, Afonso Dhlakama.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *